Ninhada de Cão de Gado Transmontano

Ninhada de Cão de Gado Transmontano

 

Atenção

O Clube Português do Cão de Gado Transmontano disponibiliza informação sobre exemplares e ninhada disponíveis que sejam da propriedade dos seus sócios e que cumpram os regulamentos.

Para tal, agradecemos aos sócios que nos informem sobre as ninhadas provenientes de sua criação, que desejem divulgar.

Assim, solicitamos o envio de alguns dados essenciais, nomeadamente: nome e número de registo dos progenitores (LOP/RI), data de nascimento e constituição da ninhada, a localidade, o contacto telefónico e o e-mail do proprietário, nome do proprietário.

O Clube Português do Cão de Gado Transmontano informa, mas não garante a qualidade individual dos exemplares e cachorros, nem interfere na sua comercialização. Compete ao comprador assegurar-se sobre todos os aspectos que lhe garantam a qualidade do exemplar pedindo garantias ao criador.

Pode contactar-nos para o efeito, usando o a conta de email Ninhada

Ninhada do Sócio

ase_blinkingNEW

Ninhada Ana Paula Augusto
Ninhada Ana Paula Augusto
Pedigree 5 Gerações
Pedigree 5 Gerações
 

 
 
Ao adquirir um cachorro deve ter sempre em consideração determinados aspectos:

1. Deve observar os progenitores da ninhada para comprovar a sua qualidade de acordo com os parâmetros raciais. Embora possam possuir registo no CPC nem todos os exemplares têm a mesma perfeição racial. É ainda importante verificar a ausência de problemas físicos (malformações) que podem ser hereditários e, portanto, transmissíveis aos descendentes. Numa mesma ninhada pode haver cachorros com diferente grau de qualidade.

2. Deve adquirir o cachorro com pelo menos 2 meses de idade, altura em que se completa o desmame sendo a idade mais favorável à mudança de ambiente. É também nesta altura que é feita a administração das primeiras vacinas, indispensáveis para proteger o cachorro de doenças que podem ser fatais.

3. O cachorro deverá estar em boa condição física, alerta e brincalhão. Deverá estar devidamente desparasitado e preferencialmente microchipado.

4. Deverá receber do criador o Boletim de Vacinas do cachorro, devidamente actualizado e, caso esteja microchipado, com a vinheta do respectivo número de microchip.

5. Deverá ainda receber a Declaração de Transferência de propriedade do registo no CPC, devidamente assinada.

6. Verifique as condições de higiene em que vive o cachorro, se não tem acesso à rua e se não contacta com outros animais.

7. Verifique se a mãe do cachorro foi convenientemente vacinada e desparasitada. Uma mãe não vacinada não tem defesas para transmitir ao cachorro, o que aumenta a probabilidade de contrair as doenças.

8. Adquira de preferência um cachorro já vacinado (com as 2 doses das vacinas, não apenas uma dose de vacinas) e desparasitado, pois é mais seguro.

9. No caso de adquirir um animal não vacinado, deverá ter especial atenção aos primeiros conselhos, não deverá levar o cachorro à rua, nem permitir o contacto com outros animais até uma semana depois de concluído o esquema de vacinação. Deverá esperar também duas semanas antes de o vacinar, de modo a ver se aparece algum sintoma.

MAIS VALE PREVENIR QUE REMEDIAR!

Salvar

Salvar