Genética Canina e Hereditariedade

Genética canina e hereditariedade, compreenda a influência dos pais sobre uma determinada ninhada

Genética canina e hereditariedade são o que faz tudo possível.
Uma vez que sabe o que quer, deve aprender a essência da criação de cães. Não é fácil, mas para melhorar as suas habilidades de reprodução, deve perder algum tempo para entender o papel da genética na criação.

Mencionar a genética canina geralmente assusta as pessoas.

Pensam sobre ADN, cromossomos, genes, alelos e outras palavras, não nos lembramos das definições.

Não somos cientistas – somos criadores de cães. Por outras palavras, precisamos dominar os aspectos da genética, para a podemos usar e assim melhorar a nossa linhagem, geração após geração.
A genética é o alicerce de toda hereditariedade. Se quer replicar ou remover traços específicos, necessita entender os mecanismos por trás da genética e hereditariedade.
Entre tudo, acreditamos que o o mínimo para aprender para criar cachorros de qualidade:
  • Células, DNA, Cromossomos e Genes – definições que todos deveríamos saber
  • Expressão genética – processo pelo qual a informação contida dentro de um ou vários genes, se torna útil e funcional
  • Gene Pool – conjunto de todos os genes, ou informação genética, numa população como uma raça de cães
  • Genes dominantes e recessivos – cada gene pode ter formas diferentes que são expressas como traços diferentes
  • Influências genéticas e ambientais – o fenótipo do cão é influenciado pelo seu genótipo, mas também por fatores ambientais
Esta é a essência da criação de cães ou de outras espécies.
Tenha em mente que a criação selectiva é supervisionada por humanos.
Pode ser a melhor maneira de melhorar uma raça, mas também pode destrui-la.
Genética Canina e Hereditariedade

Genética Canina e Hereditariedade